RONCO E APNÉIA DO SONO

Roncar não é normal! O ronco é o barulho provocado pelo turbilhonamento de ar ao passar por uma via aérea estreitada. Ele pode ser agravado durante quadros respiratórios, uso de medicações ou álcool e de acordo com a posição ao dormir. Além disso, na maioria das vezes, ele está associado à apnéia do sono. 

  A Apnéia do sono acomete cerca de 30% da população e é um problema grave. Ao dormir, o portador sofre paradas respiratórias que afetam diretamente a eficiência do sono, comprometendo o bom funcionamento do organismo.
   Ela pode ser dividida em causas centrais, obstrutivas (a mais comum) e mista.
   Na apnéia obstrutiva do sono (AOS), há um fechamento total (apnéia) ou parcial (hipopnéia) da via aérea por mais de 10 segundos, impedindo a passagem de ar para os pulmões e transporte de oxigênio para todo o corpo. 
   Essa interrupção da passagem de ar pode ter várias causas:
- flacidez da musculatura da faringe;
- relaxamento excessivo da musculatura no sono profundo, uso de medicações ou álcool;
- obesidade;
- hipertrofia de amígdalas e adenóide;
- alterações do posicionamento das estruturas craniofaciais.

Veja no quadro abaixo os principais sinais de sintomas.

 
 

   Quando não tratada, a apnéia do sono pode causar sérios danos a saúde, aumentado os riscos de:

- AVC (derrame);

- Infarto;

- Arritmias;

- Diabetes;

- Disfunção sexual;

- Morte súbita;

- Acidentes automobolísticos;

- Depressão;

- Câncer.

O tratamento precisa ser individualizado, pois precisa se adaptar a gravidade de cada caso.

Portanto, fique atento e agende uma consulta para avaliação!

 

Porto Alegre (51) 3072.7203 | 99702.1127 Novo Hamburgo (51)3398.9421

Formulário de Inscrição

  • Instagram
  • Facebook